Apresentação


A criação de um complexo hospitalar pela Secretaria de Estado da Saúde do Paraná foi baseada nos excelentes resultados apresentados pelo Hospital do Trabalhador, de Curitiba, na última década, e no objetivo de aproximar e facilitar a prestação de serviços de saúde para a população. Segue o conceito de otimização do recurso público em beneficio aos usuários do SUS, para oferecer atendimento preciso ao paciente certo, no local correto, com estrutura adequada, tecnologia de ponta e profissionais qualificados, em unidades de saúde conectadas e funcionais, para proporcionar uma assistência completa, ágil, de qualidade e excelência.

 

Constituição do CHT

O Complexo Hospitalar do Trabalhador, da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, foi constituído em 2019, conforme resolução SESA nº 353 de 13 de junho, incorporando ao Hospital do Trabalhador - HT, administrativa, técnica e operacionalmente, as unidades do Centro de Atendimento Integral ao Fissurado Labiopalatal - CAIF, do Centro de Reabilitação do Paraná - Ana Carolina Moura Xavier - CHR e do Centro Regional de Especialidades - CRE Kennedy. Devido a abrangência dos serviços do complexo e suporte estratégico ao Sistema único de Saúde de Curitiba, Região Metropolitana e todo Estado do Paraná, destaca-se a possibilidade de incorporação de outras unidades, conforme deliberação da secretaria, como a integração do Hospital Oswaldo Cruz, ocorrida dezembro do mesmo ano.


Unidades de saúde após incorporação ao Complexo

- O Hospital do Trabalhador é a maior unidade hospitalar da Sesa e um centro de excelência reconhecido regional e nacionalmente, nas áreas de trauma e emergência, materno-infantil, saúde do trabalhador e infectologia. Seu modelo de gestão é a base para a administração do Complexo, voltado à eficiência assistencial, com qualidade e agilidade.

- O Centro de Atendimento Integral ao Fissurado Labiopalatal - CAIF, já estava em processo de transição para a administração do HT desde janeiro de 2018, e agora é a unidade do Complexo referência no tratamento das deformidades craniofaciais, entre as quais se incluem as fissuras labiopalatinas.

- O Centro Hospitalar de Reabilitação do Paraná passa a ser denominado Hospital de Reabilitação e amplia suas atividades de suporte a vida com a inauguração da unidade de terapia intensiva (UTI), com 10 leitos, expandindo também a capacidade e oferta de procedimentos de alta complexidade, com cirurgias neurológicas e ortopédicas, voltadas à reabilitação de pacientes. Devido a pandemia pelo vírus Covid-19, o HR torna-se um hospital exclusivo para tratamento dos casos de coronavírus.

- O Centro Regional de Especialidades, CRE Kennedy, torna-se o Ambulatório Médico de Especialidade - AME. Em processo de reforma triplicará á área de atendimento ambulatorial do Complexo, assim como, o número de atendimentos (de 8.000 para 25.000 ao mês) 

- O Hospital Oswaldo Cruz, referência no tratamento de doenças infecciosas, passa a ser designado Hospital de Infectologia e Retaguarda Clínica - HIRC, qualificando, aprimorando e expandindo a assistência.

 

Atividades Assistenciais

O Complexo Hospitalar do Trabalhador disponibiliza os serviços nas seguintes áreas de atuação:
Clínica médica, clínica cirúrgica, clínica de doenças ocupacionais, ginecologia, obstetrícia, pediatria, traumatologia, infectologia e unidades de terapia intensiva neonatal, pediátrica e traumatológica. Atendimento as malformações craniofaciais, reabilitação aos portadores de patologias ortopédicas nas coagulopatias, hemoglobinopatias hereditárias e anemia falciforme. Reabilitação nas áreas das deficiências físicas, visual e auditiva. Garantia de atendimento integral dos usuários do SUS por meio de diagnósticos, consultas, exames, avaliação funcional, tratamento clínico, terapias, bem como, atendimento de casos especiais na área de odontologia.